Criatividade

Como criar uma menina feminista

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie recebeu um pedido diferente. Uma amiga teve neném e pediu para ela dizer como criar a menina de forma que a criança crescesse sabendo da igualdade entre homens e mulheres. Chimamanda acabou publicando esse artigo maravilhoso, com 15 sugestões que servem para adultos também

Minha amiga Chimaminha :)

Minha amiga Chimaminha :)

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

Feito é melhor do que perfeito

Quem inventou a frase “feito é melhor do que perfeito” estava certo. Quantas vezes temos ideias que nunca colocamos em prática porque ela não são exatamente perfeitas? Pois aprendi que, na criação de arte, conteúdo ou produto, buscar um conceito à prova de erros não é o melhor caminho. O segredo é colocar a mão na massa e ir evoluindo o projeto na prática.

Mas como diferenciar uma ideia que realmente não está boa ainda de uma sacada que já pode ganhar o mundo? Eu conversei com Emídia Felipe, da EuEscrevo, e Miguel Gaia, da Badoque, sobre mínimo produto viável, um conceito usado nas startups para fazer esta distinção. Eles deram ótimas orientações e o resultado está publicado no Digaí.

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

#EscolhaAPaixão

E agora? É só me levantar e trabalhar todo os dias?

Sim.

Sozinho?

Provavelmente.

Para quê?

Não está claro.

Por quanto tempo?

Ninguém sabe.

Por que?

Porque é necessário.

Mas e se eu fracassar?

Você vai fracassar.

E aí?

Você decide se vai continuar tentando.

Será que é uma má ideia?

Isso não existe.

Mas e se for horrível?

Pare de duvidar e comece a fazer.

Nós vamos ter esta conversa de novo amanhã?

Se você quiser, sim.

Para onde tudo isso leva?

Pegue suas ferramentas. Trabalhe. E, com o tempo, você vai descobrir.

 

Esse diálogo fantástico é uma conversa imaginária entre aquela parte da gente que quer colocar ideias e projetos em práticas e aquele outro lado do nosso cérebro que fica achando que vai dar tudo errado.

Encontrei essa lindeza no livro Eu Sou as Escolhas que Faço, de Elle Luna. O título em português ficou meio brega. Em inglês é The Crossroad of Should and Must, que é meio difícil de traduzir mesmo. Mas o subtítulo explica bem a ideia do livro: como resolver o dilema entre o que o mundo espera de você e o que você quer do mundo. 

Elle é designer e trabalhou em grandes empresas como o Medium. Resolveu deixar essa parte da carreira para focar em arte, sua verdadeira paixão. Mas não se engane. Essa não é mais uma daquelas histórias do tipo advogada-bem-sucedida-que-largou-tudo-para-vender-brigadeiro-no-himalaia. Sempre que vejo esses relatos só consigo pensar em como essas pessoas pagam as contas!

O livro de Elle é sobre esse outro lado mesmo. Ela largou o emprego, comprou um estúdio e começou a pintar. Felizona. Mas depois bateu todas as dúvidas, medos e inseguranças normais de todo ser humano. Elle escreveu um texto maravilhoso no Medium (hehe) contando essa história

O livro é uma extensão deste texto inicial. Ela não tem as respostas. Ufa, ainda bem. Do contrário, seria uma leitura muito chata. Mas ela dá orientações muito simpáticas como encaixar a paixão na sua vida, de um jeito ou de outro. E fala sobre como mesmo que você não vá largar o emprego para ir vender brigadeiro no himalaia, não é preciso também esquecer tudo aquilo que te deixa feliz. 

De um jeito ou de outro, ou melhor, do jeito que der, #escolhaapaixão. 

PostLuna.png

Fotos: Acervo pessoal e 52 Cups of Coffee.

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

Vamos conversar?

O que faz a internet legal são as trocas de ideias. Concordam? Se você também adora receber links com teorias sobre séries (já viram essa?), sugestões de vídeos interessantes, perguntas provocadoras, dicas de bandas boas ou aquelas piadas bobas mas certeiras você está no meu time.

Para manter essa conversa acontecendo, resolvi contribuir mais com ela. Criei uma mini newsletter para enviar, periodicamente, conteúdo legal para pessoas legais. Minha ideia é que seja um email curtinho, bem arrumado, com textos rápidos sobre iniciativas interessantes que eu vi por aí. 

Curti muito fazer a news. Espero que quem recebeu tenha gostado também.

Você quer assinar minha mini newsletter e participar da conversa? Lá vai:

Subscribe to our mailing list

* indicates required

No primeiro email, falei sobre: 

O manifesto da exposição Inferno Ostentação sobre o papel do erro na arte.

O vídeo do School of Life sobre o papel do erro nas nossas vidas (!).

A entrevista com o fundador do Tellus sobre nosso papel para mudanças no mundo (ou na sua rua).

As inspirações para a mini newsletter foram essas.

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

"Largaram a agulha e resolveram pirar no palheiro"

Eu pirei no manifesto da exposição Inferno Ostentação.

Olha isso:

"O que importa aqui é o vacilo. Esses caras largaram de lado o objetivo de achar a agulha e resolveram pirar no palheiro. Doideira, perfeccionismo, performance, intervenção até a exaustão. V-A-C-I-L-O. Sem vacilo não se vai longe"

!!!

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

Ilustrador brasileiro fala como é ter o Facebook como cliente

Os brasileiros, Facebook afora, comemoraram o lançamento dos stickers (ou figurinhas na versão em português) que celebravam a cultura do nosso país. Em especial a cultura “internética” do Brasil. Para alegria geral da nação, além de bonitinhos, os desenhos foram criados por um artista nacional, o ilustrador pernambucano Raul Aguiar.

Conversei com ele para saber como foi o trabalho com o Facebook e ele nos contou que, diferente do que talvez muita gente poderia pensar, a empresa de Mark Zuckerberg foi um cliente muito legal. “É interessante ver um cliente de fora pedindo que eu desenvolva algo no meu estilo, não tenho essa liberdade criativa aqui no Brasil”.

Aguiar explica que o projeto foi criado conjuntamente, com sugestões do cliente e discussões sobre cada um dos desenhos. “A equipe do Facebook foi super prestativa, entendiam totalmente o meu estilo e me apoiaram sempre que necessário”, contou o ilustrador. O interessante é que a arte tinha que ter a cara do Brasil e o ilustrador pode combinar isso com o seu estilo próprio de desenhar. As figurinhas combinam gírias brasileiras (algumas da internet, outras não) com os personagens super coloridos que marcam outras criações de Aguiar. “Inicialmente o projeto teria apenas duas cores, pois gostaram do jeito que apresentei os esboços no meu sketchbook, que fiz com caneta preta e vermelha. Mas resolvi apresentar as ilustrações com todas as cores que uso em outros projetos. Fui sugerindo expressões e desenhos e fomos aprovando aos poucos”, conta o artista.

O resultado são ilustrações simpáticas e cheias de cores, ou seja, bem a cara do Brasil. O público curtiu e Raul Aguiar comemora o sucesso. “Fiquei feliz em ver que tanta gente gostou e está usando minhas ilustrações. Não é sempre que se é chamado pelo Facebook e acho que consegui chegar em um resultado legal”.

Para baixar os stickers, basta abrir o bate-papo do Facebook, clicar em +, e selecionar as figurinhas “De Boa”. Mais trabalhos de Raul Aguiar estão à mostra na conta dele no Instagram.

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

Newspaper blackout: Poesia escondida nas notícias dos jornais

A ideia do artista gráfico Austin Kleon é assim. Você pega um jornal e passa caneta preta nas palavras deixando só algumas de fora. Essas restantes devem formar alguma frase interessante. Isso é o newspaper blackout. Resolvi tentar:

Escrever. Eu escrevo. Existem muitas coias que você precisa fazer.

Escrever. Eu escrevo. Existem muitas coias que você precisa fazer.

Brigando, infinitamente. O motivo: reconhecimento de seu nome.

Brigando, infinitamente. O motivo: reconhecimento de seu nome.

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

Continue trabalhando

"Um dos motivos pelo qual desistimos é a crença perfeccionista de que tudo tem que ficar ótimo no primeiro dia. Isso é loucura. Perdoe-se pelo horror que será a primeira versão e continue trabalhando, continue trabalhando" - The School of Life

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços

As melhores newsletters do mundo

ATUALIZAÇÃO EM 9 DE AGOSTO DE 2018

Mesmo com a caixa de email sempre cheia, arrumo tempo para ler algumas newsletters que eu acho interessante.

Com tanta notícia disponível o tempo todo em todos os lugares, um email marketing tem que ser realmente muito bom para ganhar a atenção do leitor.

Para mim, o que faz uma newsletter ser boa é:

  • Conteúdo curto.
  • Texto leve.
  • Informações relevantes.
  • Personalidade.
  • Visual bonito. 

Pronto acabou. É isso aí.

Minhas newslettters favoritas

Minhas news favoritas acertam nesses itens, algumas priorizam o visual, outras o conteúdo, e todas são ótimas. Por isso, elas não só ganham o meu clique como eu até fico feliz quando as vejo na minha caixa de entrada.

Vamos a elas?

O Spam - da Perestroika

Como eles mesmo brincam, a news chega toda segunda-feira “a princípio”. Quatro ou cinco links legais. E fim de papo.
 

Screenshot 2018-08-09 at 15.26.16.png

Austin Kleon

Toda semana, uma lista com 10 itens que o escritor e artista plástico achou interessante. Livros, filmes, notícias, ideias. 

austin.png

Changes of Tomorrow - da Hyper Island

Como vai ser o nosso futuro? Toda edição, a news traz novas respostas para essa pergunta, com uma curadoria caprichadíssima. 

tomorrow.png

Farol Jornalismo

A melhor newsletter brasileira para jornalistas e não se fala mais nisso. São links e discussões sobre as últimas notícias sobre comunicação, além de notas sobre as pesquisas mais interessantes na área. 

farol.png

O que estamos lendo - do Nexo

Semanalmente, a equipe do jornal envia alguns links de reportagens e pesquisas que chamaram a atenção dos repórteres e editores. Sempre tem assunto interessante.

nexo.png

Hysteria das Galáxias - da Hysteria

Muita dica cultural boa: música, livro, matéria, vídeo, e mais.

hyst.png

What a Day - da Crooked Media

A única newsletter sobre política que faz você rir. (e que não tem problema em publicar palavrões de vez em quando).

faf.png

Assina a minha também

E já que estamos falando no assunto, deixo o convite para você assinar a minha news. Todos os meses, envio um apanhado de ideias interessantes que encontrei pela web.

CabeçalhoNews2.png

Subscribe to our mailing list

* indicates required

POST ATUALIZADO EM: 9 DE AGOSTO DE 2018

 


Vamos conversar no twitter@suzanavalenca

Adoro o Instagram. Vamos nessa? @suzanavalenca ou @3girlsabunchofbook

Precisa de produção de conteúdo para a internet? Conheça meus serviços